Quinta-feira, 11 de Outubro de 2007

Depois do silencio...

Sempre me disseram que eu sou silencioso
Que nada falo, que nada exprimo
Mas com o silêncio se exprime muita coisa
Se exprime a atenção
Se exprime sentimento
Se exprime vontades
Uma das grandes qualidades de uma pessoa é saber usar o silêncio
E saber quando o deve quebrar.
O silêncio expressa o inexprimível
Quantas vezes se usa o silêncio para se mostrar o amor
Não se fala, mas se age, com gestos de carinho como carícias na face
Como um olhar que diz tudo o que se pensa
Como o beijo que exprime o desejo
O silêncio não é algo mau, é sim algo bom, algo que muitas pessoas deveriam saber usar para não fazerem mal quando falam e dizem algo de que se arrependem depois.
Depois do silêncio, o que mais se aproxima da maneira de expressar o inexprimível é a musica.
Musica, essa arte que foi criada para quebrar o silencio da nossa alma, para podermos mostrar tudo o que vai dentro dela.
Cada musica expressa em nós algo que temos medo de exprimir ao mundo porque o mundo pode julgar, mas na musica não se julga, porque o mundo nela tudo exprime.

                                                                                                   Blue Heaven

sinto-me: em silêncio....
tags:
publicado por palavrasnosilencio às 09:23

link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 19 de Julho de 2007

Gosto do Silêncio....

Gosto do silêncio
Mas o silêncio da ausência do som.
Não o da alma
O silêncio da alma é tristeza, solidão
O silêncio da falta de barulho é calma, despoluição
Quero o silêncio do encontro dos olhos
Da cumplicidade
O silêncio do toque que protege
Do beijo que sacia
Da vida que acontece apenas nos sentidos
Do encontro das almas
Do entardecer a dois, sem palavras, apenas toques
Quero o silêncio que compromete
O silêncio que tudo diz
Acordar junto
Adormecer abraçado sem nada precisar dizer
Quero o silêncio dos corpos a se completar
Todas as curvas se encontrarem
Quero o silêncio do ouvir apenas o respirar.
Todos os silêncios
Deliciosos, únicos.


                                         Kátia Christofoletti
sinto-me:
publicado por palavrasnosilencio às 16:27

link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 13 de Junho de 2007

Silêncio

Silêncio
 
Longe dos ruídos,
Posso ouvir os sons da natureza,
A cantiga do vento,
O sentir da vegetação,
As vozes dos animais.
 
Distante dos barulhos,
Consigo alcançar o silêncio,
O meu silêncio e
Viajar pelo meu interior,
Descobrindo os sinais,
Os vestígios da presença de Deus, revelados.
 
Em total silêncio,
Posso intuir as vozes dos anjos,
Dos mentores espirituais
E captar as mensagens,
Levando-me à sabedoria existencial.
 
Com extremo silêncio,
Escuto a voz de Deus a tocar-me,
Tomando-me por inteiro,
Divinizando-me de intenso amor.
 
Quando em absoluto silêncio,
Ouço as batidas de meu coração,
Que me estão a dizer:
Nascemos para amar,
Unicamente amar,
Incondicionalmente a todos amar.

                                                                            Moacir Sader


sinto-me: bem
publicado por palavrasnosilencio às 10:16

link do post | comentar | favorito

. Eu...

.pesquisar

 

.Dezembro 2007

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Depois do silencio...

. Gosto do Silêncio....

. Silêncio

.arquivos

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

.tags

. todas as tags

.links

.visitantes on line

online

.horas

..

.visitas

blogs SAPO

.subscrever feeds