Quinta-feira, 6 de Dezembro de 2007

Tristeza....

 

Estou triste, muito triste...... aquilo que eu mais temia, aquilo que eu tinha tanto medo que acontecesse, aconteceu!

Estou triste, muito triste.

Desculpem, vou ficar ausente por algum tempo.

Beijinhos a todos!

sinto-me:
tags:
publicado por palavrasnosilencio às 10:18

link do post | comentar | favorito
20 comentários:
De jts a 31 de Janeiro de 2008 às 22:52
"MÓNICA" !!! Abre o teu coração e diz-nos em que te podemos ajudar... oh mulher, tristezas não pagam dívidas e sejam elas de que natureza forem.
"ESTOU TRISTE, MUITO TRISTE... AQUILO QUE EU MAIS TEMIA". Até parece o título de uma novela! Não. Eu não posso concordar. Uma menininha com essa idade linda, cheia de vida para dar... não, essa não. Tu tens que mudar e rapidamente, para encontrares a felicidade a que tens direito.
Vou dedicar-te uma pequenina poesia, para te dar consolo a esse coração amargurado:
"CORAÇÃO"
A tua alma sofre sem saber porquê
Num mar de angústia que arrepia
Para, pensa escuta o coração
E larga a noite, que já é dia!
Tu mereces muito mais
Não tenhas medo do futuro
Chora se for preciso
Mas não caias, que o chão é duro!

Um beijo amigo, JTS



De misal a 6 de Março de 2008 às 19:26
" Não precisa ser homem, basta ser humano, basta ter sentimentos, basta ter coração. Precisa saber falar e calar, sobretudo saber ouvir. Tem que gostar de poesia, de madrugada, de pássaro, de sol, da lua, do canto, dos ventos e das canções da brisa. Deve ter amor, um grande amor por alguém, ou então sentir falta de não ter esse amor.. Deve amar o próximo e respeitar a dor que os passantes levam consigo. Deve guardar segredo sem se sacrificar.


Não é preciso que seja de primeira mão, nem é imprescindível que seja de segunda mão. Pode já ter sido enganado, pois todos os amigos são enganados. Não é preciso que seja puro, nem que seja todo impuro, mas não deve ser vulgar. Deve ter um ideal e medo de perdê-lo e, no caso de assim não ser, deve sentir o grande vácuo que isso deixa. Tem que ter ressonâncias humanas, seu principal objetivo deve ser o de amigo. Deve sentir pena das pessoa tristes e compreender o imenso vazio dos solitários. Deve gostar de crianças e lastimar as que não puderam nascer.


Procura-se um amigo para gostar dos mesmos gostos, que se comova, quando chamado de amigo. Que saiba conversar de coisas simples, de orvalhos, de grandes chuvas e das recordações de infância. Precisa-se de um amigo para não se enlouquecer, para contar o que se viu de belo e triste durante o dia, dos anseios e das realizações, dos sonhos e da realidade. Deve gostar de ruas desertas, de poças de água e de caminhos molhados, de beira de estrada, de mato depois da chuva, de se deitar no capim.


Precisa-se de um amigo que diga que vale a pena viver, não porque a vida é bela, mas porque já se tem um amigo. Precisa-se de um amigo para se parar de chorar. Para não se viver debruçado no passado em busca de memórias perdidas. Que nos bata nos ombros sorrindo ou chorando, mas que nos chame de amigo, para ter-se a consciência de que ainda se vive."

Vinícius de Moraes

Quando voltas?

Misal
De Arroto Azul a 25 de Março de 2008 às 19:36
Espero que já esteja tudo bem mais calmo e que esteja para breve o regresso à blogosfera...
De Tânia Morais a 14 de Abril de 2008 às 19:25
Sabes Tia,
Afinal os pássaros também moram na cidade,
Praguejam canções melancólicas do meu coração...
Não os ouves?! São como vozes de vaidade,
Que ferem e matam sem ter qualquer razão.
Trazem consigopequenos sonhos de verdade,
Escondidos e achados m largos traços de ilusão!
Olha! Cá estão eles outra vez! Grupos de casualidade
que percorrem ramos da vida como um raio de trovão...
Sempre pensei que só anunciassem boas novas!
Mas afianl, aquele chilrear doce e meigo
Fere-me o peito e abre as minhas covas,
Como pequenos poemas de um sábio leigo.
Esses medos serão as minhas grnades provas!
Talvez demasiados para o meu modesto taleigo...
Soam no meu coração como belas trovas
Essas canções que os pássaros........

Escrevi este texto em 5.5.2006, ficou inacabado, proque acredito com todo o meu ser que a nossa história não acaba neste mundo, só assim a vida para mim tem sentido e se assim não fosse já tinha enlouquecido....
Mas como alguém referiu, não seremos todos um bocadinho loucos!
Com amizade
Tânia Morais
De Zaynho a 1 de Agosto de 2008 às 17:33
olá.
não sei como vim parar ao teu blog...mas confesso que parece coisa do destino. Tb perdi o meu avô à uma ano, e cada palavra usada por ti neste texto parece mentira ,mas parecia que estavas a falar do
meu avô. Sinto e senti exactamente o mesmo que tu.
Se calhar era melhor que partisses mas, eu não quero, apesar de tudo estas ainda connosco e a tua presença é reconfortante!"
O meu avô morreu com um cancro em 3 meses, e apesar de saber desde o principio que ele não tinha hipótese, e de ver que de dia para dia ele estava cada vez pior , mesmo isso parecendo impossível , sim porque eu estive todos os dias com ele desde o inicio da doença até ao ultimo suspiro e a estado dele piorava e piorava...tinha vezes que pensava amanhã é impossível ele estar pior, mas estava...Mesmo assim eu no fim não queria que ele morresse, mesmo sabendo que ele estava a sofrer demais...muitas vezes me chamei egoísta pois preferia tê-lo assim a sofrer do que nunca mais o ver.....eu era a favor da eutanásia, e respeito quem o é ,mas com esta situação compreendi que afinal as coisas não são tão simples...eu não o conseguiria fazer mesmo sabendo que o sofrimento do meu avô era horrível ...para mim foi muito mais horrível ter de viver sem Ele.Que Deus o Tenha em Eterno Descanso.
"As pessoas que amamos nunca morrem, apenas partem antes de nós"
Beijo e muita força
De Bruna a 25 de Novembro de 2008 às 17:39
Olá,tudo bem?

Venho por meio desta avisar-lhe que já enviei o questionário por e-mail para nossa melhor conclusão da pesquisa.

Desde já agradeço.
Atenciosamente,

Bruna Chilanti
De Arroto Azul a 7 de Março de 2009 às 09:42
Que é feito de ti? Para quando novidades??

Ao menos um olá para o pessoal aqui saber que está tudo melhor...
De Bruna a 25 de Março de 2009 às 20:52
Olá, tudo bem?
Eu sou a Bruna, bolsista de iniciação científica do Centro Universitário Feevale. Meses atrás você nos autorizou a realizar uma análise em seu blog, cujo já foi concluída.
Se quiser ver os resultados, já está publicado no blog da pesquisa no dia 26 de março.Serás muito bem vindo.
Grande abraço e novamente muito obrigada pela sua colaboração.

http://blogsespeciais.blogspot.com
De sofiaandreazza a 18 de Setembro de 2010 às 21:41
Oi, anjo!

Acho que você gostará desta notícia: o livro com o poema ‘VIDA: Já perdoei erros quase imperdoávei’ já está nas livrarias de Portugal!

Estou deixando o link do vídeo do livro no you tube para você ver depois. Está muito bonito!

http://www.youtube.com/watch?v=UmgROzFwzcA

Beijinhos...
De blogando-me1 a 17 de Dezembro de 2011 às 11:53

Comentar post

. Eu...

.pesquisar

 

.Dezembro 2007

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Tristeza....

. eu sei...

. Medo de te Perder...

. Prémio Solidário....

. Mais uma nomeação!!!

. Vida...

. ....é verdade...é ...é...

. boa semana...

. UM SELO DE AMIZADE...

. Língua Gestual Portuguesa

.arquivos

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

.tags

. todas as tags

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds

Em destaque no SAPO Blogs
pub