Quinta-feira, 6 de Dezembro de 2007

Tristeza....

 

Estou triste, muito triste...... aquilo que eu mais temia, aquilo que eu tinha tanto medo que acontecesse, aconteceu!

Estou triste, muito triste.

Desculpem, vou ficar ausente por algum tempo.

Beijinhos a todos!

sinto-me:
tags:
publicado por palavrasnosilencio às 10:18

link do post | comentar | ver comentários (20) | favorito
|
Quinta-feira, 22 de Novembro de 2007

eu sei...

sinto-me:
tags:
publicado por palavrasnosilencio às 11:32

link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
|

Medo de te Perder...

 

 

 

 

 

Tenho Saudades, Saudades de Ti meu avô,

Ainda não partiste mas, já tenho muitas saudades

Secalhar, pelo medo que tenho de te perder

Tenho medo de não ser capaz ....

Já todos estamos a sofrer sem tu já teres partido...

Talvez porque sempre foste um ser humano espectacular,

uma pessoa simples, honesta, sincera, muito amigo de todos,

nunca sentiste rancor ou ódio de ninguém, mesmo daqueles que te

julgavam ou faziam mal, não eras capaz de o sentir...

O teu coração era muito puro, tu eras cheio de bondade...

Sinto um grande orgulho em ti, orgulho em ser tua neta,

nunca te vou esquecer, porque jamais seria possivel,

Adoro-te muito e sempre te vou adorar, sempre, sempre

estejas tu onde estiveres!

Nunca vou esquecer, o carinho que tinhas pelos teus filhos,

pelos teus netos, todos, mesmo apesar da distância que te separava deles,

 até pelas tuas noras, sempre foste tão amigo.

Brincavas tanto conosco,

Sempre sabias dar conselhos na hora certa,

Ensinar a fazer tudo, tal como aprendeste, nunca mas, mesmo nunca,

davas sermões mesmo quando as coisas não eram do teu agrado

e nós sabiamos quando estavas zangado, por alguma coisa...

E o Amor que viveste com a avó? Essa era uma história de amor

tão bonita....era um amor tão puro, ela era os teus olhos e tu,

os olhos dela....ainda recordo emocionada o dia em que

comemoramos as vossas bodas de ouro.... estavam tão lindos....

Sempre se amaram, nunca se desrespeitaram, nem mesmo quando

estavam furiosos, não, amavam-se tanto....era impossivel isso acontecer!

Se ela saisse por instantes, nem que fosse para ir á Mercearia mais abaixo da rua, se ela demorasse mais um instante do que o previsto.... ficavas em pulgas, ias logo ao seu encontro.

Mesmo quando já um pouco doente, perguntavas:

- E a avó, onde foi a avó? Está a demorar tanto! Será que aconteceu alguma coisa?

E nós diziamos, como sempre:

- Não avô, não aconteceu nada, a avó devia ter encontrado alguém e ficou na conversa mas, já vem!

E tu ficavas mais tranquilo.

Jamais  irei esquecer,

O olhar terno de orgulho dos teus netos, e nos teus filhos.

Sempre que regressavamos de férias,

dizias para nos portarmos sempre bem, para nunca te desiludirmos,

e nós assim o fizemos, penso eu,

acho que nunca te desiludi, sempre fiz para que isso não acontecesse,

Mas, a avó sempre nos dava uma notinha para comprar uma roupa, uns sapatos,

alguma coisa que precisassemos e tu, com medo que fosse pouco,

sem ela dar por isso, corrias para, as escondidas dela, nos dares mais algum,

era um gesto tão bonito que se repetiu anos  a fio ....

Sempre que alguém ia lá a casa, não podiar ir embora sem comer ou beber,

aliás, sempre insistias, até que tinham de comer alguma coisa,

Mas, a ti, se alguem te perguntasse se já tinhas comido,

em tom de brincadeira dizias sempre que não, que ainda estavas em jejum!

Sabes avô, sempre me senti tão orgulhosa de ti, da forma como eras,

 a tua personalidade, a tua maneira de ser, tão lindo o meu avô...

Vais fazer muita falta a toda a gente, muita falta.

As mossas vidas não serão mais as mesmas, sem ti,

E a avó, ai ela vai sentir tanto a tua falta, vai sofrer tanto,

aliás ela já sofre tanto de te ver naquela cama, no que foi sempre

o vosso quarto.

Já penso na tua parida, é inevitável não pensar, mas, dói tanto, tanto!

Será que estou a ser eguista? Tu estas ali, parado, quieto,

quase nem falas, deves estar a sofrer...

Secalhar era melhor que partisses mas, eu não quero,

apesar de tudo estas ainda conosco e a tua presença é reconfortante!

Só de saber que ainda estas já é bom, mas até quando será?

Será que ainda vais passar o Natla conosco, será?Queriamos tanto!

Só Deus sabe quando te vai levar, a tua hora está já marcada,

há já muito tempo, só nós não sabemos quando é!

E quando isso acontecer, nós saberemos deixar-te ir em paz, para junto de Deus

e irás concerteza para um cantinho muito especial ao lado de Deus e das Estrelas e

sempre que eu  olhar para o céu, saberei que tu estarás lá a olhar por mim,

e por todos os teus entes queridos que sempre amaste e sempre amarás e

de quem sempre trataste tão bem...

Amo-te meu avô, Amo-te muito, Sempre te Amarei!

A tua neta

sinto-me: muito, muito triste
tags: , ,
publicado por palavrasnosilencio às 09:42

link do post | comentar | ver comentários (6) | favorito
|

. Eu...

.pesquisar

 

.Dezembro 2007

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Tristeza....

. eu sei...

. Medo de te Perder...

. Prémio Solidário....

. Mais uma nomeação!!!

. Vida...

. ....é verdade...é ...é...

. boa semana...

. UM SELO DE AMIZADE...

. Língua Gestual Portuguesa

.arquivos

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

.tags

. todas as tags

.links

.visitantes on line

online

.horas

..

.visitas

blogs SAPO

.subscrever feeds